Menu

Fundação da Congregação

Fundação da Congregação

A Congregação das Filhas de São Camilo

A Congregação das Filhas de São Camilo foi fundada por Padre Luiz Tezza e Madre Josefina Vannini, considerados atualmente beatos pela Igreja Católica.

A Ordem Camiliana, fundada por São Camilo de Lellis em 1582, sentiu a necessidade de ver encarnado o espírito camiliano em mulheres, que com suas habilidades e sensibilidade pudessem oferecer aos doentes o verdadeiro amor de uma mãe.

Foi Padre Luiz Tezza, o responsável por transformar em realidade o sonho de transferir o carisma camiliano às mulheres. Em 1892, ele fundou a Congregação das Filhas de São Camilo, precisamente em Roma na Itália, onde foi criado um instituto para o preparo e estudos das futuras religiosas.

Desde o primeiro momento, Padre Tezza se preocupou com a formação espiritual e religiosa das futuras irmãs, assim escreve na 1ª página das regras (normas em que as religiosas devem seguir), a Fórmula Vitae, material escrito por São Camilo, onde se encontra os elementos teológicos e espirituais que as religiosas devem seguir.
São Camilo escreveu este documento em 1584. A primeira parte visa mais a comunidade interna dos religiosos e a segunda trata das ordens e modos a seguir nos hospitais ao assistir os doentes. São 25 breves artigos práticos de como cuidar dos enfermos.

A primeira mulher a fazer parte da Congregação foi Giuditta Adelaide Ágata Vannini, que sempre teve vivo em seu coração a vontade de consagrar sua vida a Jesus.

Padre Tezza e Giuditta se conheceram em 17 de dezembro do ano de 1891. A partir desse momento, Giuditta encontra seu caminho. Ela logo se transformou em madre de caridade e pode-se dizer que mãe de várias meninas que assim como ela decidiram se tornar religiosas, Irmãs Filha de São Camilo.

Em 2 de fevereiro de 1892, Giuditta, juntamente com mais duas jovens, Emmanuela Eliseo e Vittorina Panetta, recebeu o escapulário da Cruz Vermelha Camiliana, na casa santuário em que São Camilo de Lellis Morreu em 1614.
Um mês depois, com o nome de Josefina, recebe o hábito das Filhas de São Camilo. Durante a cerimônia de tomada de hábito, ela professa os votos religiosos de castidade, pobreza, obediência e serviço aos doentes até mesmo com risco de morte.

A mudança de nome era uma maneira de dizer adeus à vida mundana e marcar o início de uma nova vida.
Padre Tezza, com sua grande sabedoria, transmite a Madre Josefina, o Carisma de São Camilo e sua experiência pessoal com Jesus. Ambos dão vida a uma nova família religiosa, que recebe do Divino Espírito Santo, o dom de testemunhar o amor de Jesus Cristo aos doentes.

Padre Tezza e Madre Josefina Vannini trabalharam unidos para o progresso da Congregação das Filhas de São Camilo. Logo a obra se tornou conhecida e apreciada. Em consequência, muitas mulheres pediram para serem aceitas na Congregação.

A Congregação das Filhas de São Camilo se expandiu pelo mundo devido à necessidade de se evangelizar os países fora da Europa, que eram na maioria pagãos.

No ano de 1894 foram abertas novas casas na Itália, Bélgica e França. Em 1926 é aberta a primeira casa da Congregação das Filhas de São Camilo na América Latina, em Buenos Aires, na Argentina.

Na década de 90, a Congregação contava com 153 religiosas, residentes em 19 casas espalhadas pelo mundo.
Padre Tezza e Madre Josefina, desejavam que as Irmãs Filhas de São Camilo fossem fortes e diligentes com a comunidade e de maneira especial com os doentes e, além disso, que soubessem sublimar seus problemas pessoais e mesmo com eles continuar oferecendo serenidade e alegria.

Após o falecimento da Madre Josefina, em 23 de fevereiro de 1911, a Congregação continuou a crescer. Em 21 de junho de 1909, o grupo recebeu o decreto de aprovação diocesano, e em 17 de junho de 1931 recebeu o decreto de aprovação pontifícia.

As religiosas Filhas de São Camilo encontram a fonte de sua espiritualidade na figura dos doentes, nos quais enxergam a presença de Jesus Cristo.

É desse espírito de fé que nasce um trabalho delicado, misericordioso, carinhoso que as irmãs realizam com os doentes.
As religiosas avaliam sua fé na presença da eucaristia e reconhecem Jesus Cristo na figura do enfermo. Padre Luiz Tezza dizia: “Bebam na fonte do coração divino o espírito de santa caridade, que as faz zelosas, ternas, diligentes e verdadeiros anjos junto ao leito dos enfermos e ao lado dos pobres”.

O crucifixo possui um lugar central na espiritualidade das Irmãs Filhas de São Camilo, que desejam em seu intimo viver toda a sua vida somente para Cristo crucificado.

Contemplando Jesus crucificado, as religiosas encontram Maria Imaculada, que para São Camilo de Lellis foi modelo de serviço. É na figura da mãe de Jesus que as irmãs aprendem o sacrifício em prol dos outros.

Quem deseja seguir o carisma de São Camilo não pode deixar de contemplar Maria e aprender com ela a maneira de se aproximar de quem sofre. As Irmãs Filhas de São Camilo representam na igreja, a figura da mãe, que acolhe e dá atenção aos filhos aflitos e fracos.

A Congregação hoje

Atualmente, a Congregação das Filhas de São Camilo, conta com o trabalho de aproximadamente mil religiosas, espalhadas em quatro continentes.

Na Europa, estão na Itália, Alemanha, Polônia, Portugal, Espanha, Hungria e Geórgia. Na América Latina, as religiosas estão presentes na Argentina, Brasil, Colômbia, Peru e Chile. Na América do Norte encontram-se no México. Na Ásia, estão na Índia, Sri Lanka e Filipinas. Na África, estão em Burkina Fasso e Costa do Marfim.

As Irmãs Filhas de São Camilo atuam em hospitais, clínicas, institutos psicogeriátricos, residências de anciãos, assistência em domicilio, centros de reabilitação e escolas de enfermagem.

Atualmente as religiosas também trabalham com dependentes de drogas, pessoas com AIDS e pessoas deficientes.
Hoje a Congregação possui mais de 92 casas, sendo 12 localizadas no Brasil, sete hospitais de médio porte, quatro casas de longa permanência para idosos e um colégio, com ensino infantil ao médio e curso técnico de enfermagem.
(MAPA)

Última modificação emQuinta, 19 Março 2015 13:53

Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/irmasdes/public_html/site/libraries/joomla/filter/input.php on line 652

Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/irmasdes/public_html/site/libraries/joomla/filter/input.php on line 654